Blog

Cuidados e Manutenção em Moldes de Injeção

Cuidados e manutenção em moldes de injeção

Cuidados e Manutenção em Moldes de Injeção – É fato que os moldes de injeção estão sempre operando em condições classificadas como difíceis e por conta disso, esses moldes podem sofrer com peças quebras ou danos em suas placas.

 

Isso acontece, porque esses modelos de injeção trabalham sempre em elevada pressão, porque a temperatura muda de forma constante e eles sofrem, pois são submetidos a diferentes esforços como: compressão, flexão, impacto e tração.

 

Devido a tantos problemas que impactam a vida útil dos moldes de injeção faz-se necessário que alguns cuidados sejam tomados a fim de que a durabilidade dessas peças aumente. Os cuidados e manutenção em moldes de injeção precisam de total atenção, pois o aumento da vida útil deles significa economia para a empresa.

 

Infelizmente, porém os cuidados e manutenção em moldes de injeção não são levados a sério como deveriam ser e, por isso, as revisões não são feitas dentro do prazo recomendado. Essa falta de cuidado quanto a manutenção traz uma falsa sensação de economia, porém isso não é verdade, porque quando os moldes de injeção quebram, os prejuízos são devastadores.

 

Quando os cuidados e manutenção em moldes de injeção começam?

 

Essa pergunta é respondida ainda quando o molde está sendo construído, pois a escolha de aços de qualidade, os tratamentos adequados e cuidado em seguir as tolerâncias rigorosas impactam diretamente na qualidade dessa peça.

 

Conforme o ritmo de trabalho aumenta, maior devem ser os cuidados e manutenção em moldes de injeção, porque eles devem ser mantidos lubrificados de tal forma que a condensação não os estrague motivados pelas variações de temperatura.

 

Para obter equipamentos que deem resultados satisfatórios, a empresa que fabrica os moldes de injeção precisa fazer um projeto que seja capaz de dar um bom balanço térmico a peça a fim de que ela trabalhe mesmo com tolerâncias rigorosas.

 

O molde que é instalado nas injetoras precisa sempre ter todos os pontos lubrificados, pois tal atitude evita os danos que são oriundos da condensação que aparece por conta da elevada temperatura das resinas e das operações que atuam para promover o resfriamento.

 

Um molde que trabalha dia após dia pelo menos oito horas, precisa passar por uma revisão classificada como completa a cada seis meses, podendo ser tanto nas fábricas que utilizam os moldes de injeção quanto nas ferramentarias especializadas.

 

Porém, esse cuidado não basta, dia após dia, os cuidados e manutenção em moldes de injeção devem acontecer, assim como se necessário, a substituição de buchas guias, colunas, anéis de vedação, centralizadores, canais de refrigeração, pinos de extração, parafusos e demais componentes.

 

Os moldes de injeção que contam com câmaras devem ter suas resistências, termopares, torpedos e módulos controladores de temperatura revisados com periodicidade a ser definida de acordo com a criticidade do processo, materiais e aplicação.

 

Contudo, tais cuidados valem a pena, principalmente para quem não quer ver a sua linha de produção parada, por não ter efetuado a manutenção em moldes de injeção nos períodos e aplicações corretas.

 

Cuidados e manutenção em moldes de injeção